sexta-feira, 20 de março de 2009

RESUMÃO PARTE I : GAFANHOTO

Na manhã de ontem (19) recebi uma ligação de um outro blogueiro me dizendo que um “gafanhoto gigante que invadira a prefeitura”.

Durante a tarde o gafanhoto foi visto na região central (calçadão), cheguei até ir ao local para registrar tal cena mas não obtive sucesso.
Mas vou tentar algum registro do fato!!!

1 comentários:

Carlos | 21 de março de 2009 11:41  

Xô gafanhotos - Juiz diz não ao Barbosa!


O juiz da 189 Zona Eleitoral, Luiz Gonzaga Tucunduva de Moura, negou o pedido de direito de resposta feito pela campanha de Barbosa Neto (PDT) no caso da "Marcha dos gafanhotos", que foi veiculada pela campanha de Luiz Carlos Hauly (PSDB) no começo da semana.

A marcha é referência à Operação Gafanhotos, na qual o pedetista é um dos deputados e ex-deputados estaduais sob investigação da Polícia Federal.

A Operação Gafanhotos no Paraná:

Servidores da ativa e ex-funcionários da Assembléia receberiam seus salários em contas bancárias de terceiros, inclusive de parentes de deputados e ex-parlamentares

Gazeta - 01/07/08

Caio Castro Lima

O Ministério Público Federal (MPF) está fazendo ampla investigação na Assembléia Legislativa do Paraná. A suspeita é de que deputados estaduais, ex-deputados, servidores e ex-funcionários da Casa teriam se apropriado ilegalmente de verba pública (peculato), fraudado documentos para obter vantagens (estelionato) e praticado sonegação fiscal. Há ainda a suspeita de que alguns dos funcionários envolvidos no esquema eram fantasmas – ou seja, recebiam salário da Assembléia sem trabalhar. A Polícia Federal (PF) também está investigando as denúncias de sonegação fiscal.

Os atos teriam sido cometidos entre os anos de 2001 e 2004. Até o momento, há 73 inquéritos abertos. Segundo documentos aos quais a Gazeta do Povo teve acesso, vários servidores da Assembléia e até pessoas estranhas aos quadros do Legislativo “recebiam os salários em uma mesma conta bancária”, em um esquema conhecido como “gafanhoto”. ...

...Esse é o caso de um morador do interior do estado, ... Ex-funcionário da Assembléia, onde trabalhou entre 1995 a 1999, ele caiu na malha fina da Receita Federal por não ter declarado rendimentos no total de R$ 53,9 mil, referentes aos anos de 2001 e 2002. ...
A partir de 2000, no entanto, a Assembléia voltou a fazer depósitos mensais em seu nome, em uma nova conta corrente. ...

...“Nunca vi esse dinheiro. Meu nome foi usado indevidamente. Fui lesado.”

Tu comentario será moderado la primera vez que lo hagas al igual que si incluyes enlaces. A partir de ahi no ser necesario si usas los mismos datos y mantienes la cordura. No se publicarán insultos, difamaciones o faltas de respeto hacia los lectores y comentaristas de este blog.

“O importante é que cada dia melhoramos mais, a perfeição é uma utopia; Mas a busca da perfeição é o que nos torna sábios”!!!
eqUIPE CAIXOte