sexta-feira, 29 de maio de 2009

PSF PODE ACABAR, ALERTA VEREADOR

O líder da bancada petista na câmara municipal Londrina, Jaques Dias, diz que o Programa Saúde da Família (PSF) pode acabar.

"Londrina corre o risco de ter desativado um dos maiores e mais importantes programas sociais do município: O Programa Saúde da Família (PSF) que atende, hoje, 100% da região rural e mais de 70% da região urbana, atingindo cerca de 350 mil pessoas, por meio da atuação de mais de 700 trabalhadores de saúde.
O PSF, programa federal que teve como modelo o Programa Médico da Família criado em Londrina, em 1996, quando da primeira gestão do PT (1993/1996), foi ampliado a partir de 2001, quando contava com quatro equipes chegando a 90 equipes em 2008. Devido à sua eficiência quanto à melhoria dos indicadores de saúde, além de ter aprovados, em 2003, recursos no valor R$ 4,2 milhões, repassados de 2003 a 2007, foi premiado duas vezes recebendo como prêmio em 2006, cerca de R$ 526 mil e em 2007, R$ 484 mil.
O Saúde da Família (PSF) é um conceito moderno e premiado de apoio à qualidade de vida dos cidadãos. O programa faz parte das Unidades de Saúde, assim a assistência básica da população londrinense é feita por equipes multidisciplinares que atuam diretamente nas comunidades.
Porém todo esse avanço corre um sério risco de se perder diante dos fatos que estão ocorrendo. Hoje não há responsável por administrar o programa. A Santa Casa atuava com contrato emergencial desde o concurso de projetos que culminou em uma ação judicial do Instituto de Gestão e Assessoria Pública (Igeap) suspendendo o processo e impossibilitando o Centro Integrado e Apoio Profissional (Ciap), que havia ficado em primeiro lugar, de assumir o gerenciamento.
Em março deste ano o Ciap, por decisão judicial em uma liminar impetrada pelo Centro Integrado, assumiu o serviço, com a garantia de que os trabalhadores do PSF e nem o município sofreriam prejuízo. No entanto, no último dia 25 (segunda-feira) outra decisão judicial considerou a liminar do Ciap intempestiva (fora de prazo de recurso) e ele perdeu o gerenciamento. A situação ficou crítica porque agora nem Santa Casa, nem Ciap, nem Igeap e nem a prefeitura, podem administrar o programa neste momento.
Cabe ao Executivo Municipal e é o que espera este vereador e toda a população londrinense, a solução o mais urgente possível, já que o serviço oferecido à comunidade pelo PSF está inserido na regulação de todos os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) no Município de Londrina. Isto também é o que esperam os mais de 700 trabalhadores contratados para prestar o atendimento no programa e que se encontram à mercê da decisão deste problema".

Vereador Jacks Dias - Líder da bancada do PT na Câmara Municipal de Londrina.
Foto: Cleber Rocha - Repórter Fotográfico.

1 comentários:

Alisson Marques | 30 de maio de 2009 09:57  

o nasf por exemplo já foi suspenso, problemas no contrato com o ciap

coloquei no meu blog, mas notei que nenhum meio de comunicação na internet noticiou o fato.

Tu comentario será moderado la primera vez que lo hagas al igual que si incluyes enlaces. A partir de ahi no ser necesario si usas los mismos datos y mantienes la cordura. No se publicarán insultos, difamaciones o faltas de respeto hacia los lectores y comentaristas de este blog.

“O importante é que cada dia melhoramos mais, a perfeição é uma utopia; Mas a busca da perfeição é o que nos torna sábios”!!!
eqUIPE CAIXOte