terça-feira, 28 de abril de 2009

POLÊMICA: PARA DIRCEU E FLORIS (PT) OSMAR É INCONFIÁVEL

Em sua passagem por Curitiba o ex-ministro José Dirceu (foto),do PT, criou polêmicas. Dirceu ouviu os “choros” de Requião, reuniu-se com seus companheiros de partido no Sindicato dos Bancários e deixou o seu recado: Segundo o "ex-homem forte" do PT, Osmar Dias é inconfiável porque é candidato do agronegócio. Por isso, o palanque de Osmar não seria o melhor para Dilma Rousseff, afirmou o ex-ministro.
Para ele se o
PT não viabilizar sua candidatura, o melhor caminho é buscar uma aliança com o PMDB, do que apoiar Osmar

O secretário geral do PT, Florisvaldo Souza (Floris), também dúvida da lealdade de Osmar Dias e faz coro com Dirceu, mas o secretário petista defende a candidatura do atual ministro de planejamento Paulo Bernardo (PT).


FONTE: Blog do Campana.

2 comentários:

Amaxnet | 28 de abril de 2009 11:31  

Agora amigos, digam-me: Que credibilidade José Diceu tem, para falar de Osmar. Não Sou Eleito de Osmar Dias, mas convenhamos, José Dirceu não tem a menor credibilidade para fala de quem quer que seja, ele poderia muito bem se manter quietinho uma vez que sua reputação é das piores no senário político.

Alex

Anônimo | 28 de abril de 2009 19:23  

Uma informação importante para você Amaxnet:

19/01/2009
Justiça Federal inocenta José Dirceu de processo por improbidade

A Justiça Federal concluiu “não haver qualquer indício de ato de improbidade” cometido pelo ex-ministro José Dirceu durante o período em que exerceu a chefia da Casa Civil da Presidência da República, no primeiro governo Lula. Por esse motivo, seu nome foi retirado do processo movido contra ele na 9ª Vara Federal Judiciária do Distrito Federal.

A ação por improbidade administrativa havia sido proposta pelo Ministério Público Federal – o mesmo que, sem relacionar nenhum fato concreto a Dirceu, o acusou de comandar um suposto esquema de compra de votos para que deputados votassem a favor de projetos do governo.

A denúncia, que a mídia e o ex-deputado Roberto Jeferson batizaram de “mensalão”, jamais foi comprovada, mas deu origem a um processo no STF (Supremo Tribunal Federal) contra 40 pessoas, ainda não concluído, e mais cinco contra Dirceu, entre eles este em que agora foi inocentado.

Em sentença publicada no Diário da Justiça, o juiz da 9ª Vara, Alaor Piacini, acolheu a defesa prévia apresentada por Dirceu e seu advogado, Rodrigo Alves Chaves, e o excluiu liminarmente da ação.

Um dos argumentos em que fundamentou sua sentença, segundo o juiz, é que, de acordo com a jurisprudência do STF, ministros de Estado, cargo que Dirceu ocupava quando teria praticado o ato do qual foi acusado, por atuarem sob a égide da Lei do Crime de Responsabilidade, não se submetem à Lei de Improbidade Administrativa.

Além disso, o juiz considerou, ainda, não haver quaisquer indícios de ato de improbidade praticados por Dirceu. Por fim, Piacini, em sua sentença, criticou severamente a postura adotada pelos procuradores da República por proporem cinco ações de improbidade versando sobre os mesmos fatos.

Publicado em: http://odiadacaca.blogspot.com/

A história, caríssimo ou caríssima, deverá mostrar, tardiamente, como sempre, a realizade.

Tu comentario será moderado la primera vez que lo hagas al igual que si incluyes enlaces. A partir de ahi no ser necesario si usas los mismos datos y mantienes la cordura. No se publicarán insultos, difamaciones o faltas de respeto hacia los lectores y comentaristas de este blog.

“O importante é que cada dia melhoramos mais, a perfeição é uma utopia; Mas a busca da perfeição é o que nos torna sábios”!!!
eqUIPE CAIXOte